Você sabia que além de prejudicar a beleza do seu sorriso a posição errada dos dentes também pode trazer problemas para fala?

Mesmo que seus dentes estejam brancos e saudáveis, se eles estiverem tortos ou mal alinhados, com certeza você não vai ficar satisfeito com seu sorriso. Essa parte do seu corpo tem papel importante na sua autoestima, por isso é preciso cuidar muito bem dela. Além da parte estética, a posição errada dos dentes também pode trazer outros problemas para a sua saúde, com prejuízos até mesmo para a fala. Nessa situação, o desconforto pode ser bem grande e falar em público se torna uma tarefa muito difícil. Mas não se preocupe! A ortodontia te ajuda a resolver esse quadro. A profissional Francine Figueiredo fala um pouco sobre esse assunto.

Entenda como a má posição dos dentes pode prejudicar a fala

Dentes mal posicionados podem fazer com que você fique insatisfeito com seu sorriso. Espaços entre eles, chamado de diastema, dentes apinhados ou tortos podem prejudicar a beleza dessa parte tão importante do seu corpo. Mas os problemas não param por aí! A posição errada desses elementos também pode trazer transtornos de fala. “isso acontece porque eles interferem diretamente nas funções do sistema estomatognático, que é composto de ossos, músculos, dentes, nervos e mucosa, entre outros”, explica a profissional.

Hábitos orais nocivos são uma das causas possíveis para esse problema

Muitas podem ser as causas da posição incorreta dos dentes. Entre os motivos externos, alguns hábitos orais nocivos podem ser grandes responsáveis por essa situação. “eles podem ser definidos como ações adquiridas por meio de repetições de determinada ação consciente ou inconsciente e podem gerar problemas dento-maxilares”, explica ela.

Chupar o dedo ou chupeta por muito tempo são exemplos de ações que prejudicam o posicionamento dos dentes. “a gravidade e tipo de má oclusão estará diretamente relacionada à frequência, intensidade e duração deste hábito”, afirma Francine. Nesses casos, é importante, portanto, que os pais trabalhem na conscientização da criança para que pare com o hábito o mais rápido possível.

Tratamento adequado é essencial. Conte com a ortodontia para isso!

O tratamento ideal vai depender das especificidades de cada caso. “poderá envolver a instalação de dispositivos ortodônticos ou aparelhos ortopédicos funcionais”, diz ela. Além disso, outras ações também podem ser necessárias. “nestes casos, a atuação multiprofissional do ortodontista e o fonoaudiólogo é de suma importância para remoção do hábito, redução de inadequações musculares, funcionais e oclusais”, explica. Dessa forma, será possível proporcionar um correto desenvolvimento das funções orais.

Fonte: Portal Sorrisologia